Investindo na impressão editorial sob demanda, Bartira escolhe plataforma tecnológica Konica Minolta Tradição, atendimento e tecnologia foram fatores determinantes na escolha dos modelos AccurioPRESS C2070P e bizhub PRESS 1250P

Tradicional gráfica de São Paulo, a Bartira Gráfica e Editora foi fundada em 1971 e, em sua primeira década de atividade, dedicou-se a realizar serviços gráficos para a área comercial. A partir da década de 80, no entanto, passou a focar seu trabalho na produção de manuais técnicos para produtos.

Foi quando começaram a surgir as primeiras oportunidades para ingressar no segmento editorial. “Houve a demanda de produzir um livro para uma editora importante, e o trabalho foi muito gratificante. Foi então que identificamos a oportunidade de participar no segmento editorial”, explica Adriano José Souza Assis, diretor da Bartira. “Achamos nossa verdadeira vocação, que era fazer livros.”

Desde então, iniciou-se uma trajetória de sucesso no ramo editorial, que culminou, por exemplo, com a conquista de três Prêmios Fernando Pini na categoria Livro Texto. “Nestes anos, sempre procuramos otimizar as tiragens, nos especializando na impressão de baixo volume. Com o crescente de especializações, a tendência é termos mais livros de temas específicos, em quantidades menores que podem ser facilmente reimpressas”, analisa Adriano.

Recentemente, a demanda por baixos volumes aumentou, tornando-se inviável para os equipamentos offset. Foi então que surgiu a oportunidade de se investir de modo mais intensivo na tecnologia digital. “Temos uma média de 300 livros por tiragem, o que não é viável em offset. A solução foi buscar novas tecnologias, tivemos experiências com outras tecnologias digitais, e, agora, queremos dar um novo passo através do e-commerce e da impressão sob demanda. Encontramos a resposta para a parceria de que precisávamos na Konica Minolta”, disse.

Na ExpoPrint Latin America, maior feira gráfica da América Latina, a Bartira anunciou o investimento em dois equipamentos da Konica Minolta: a bizhub PRESS 1250P para impressão P&B dos miolos, e a AccurioPRESS C2070P para produção das capas.

“Escolhemos a Konica Minolta devido a três fatores principais: a qualidade comprovada da AccurioPRESS C2070P para produção dentro dos padrões exigentes que precisamos, a atuação comercial e atendimento prestado pelo Décio Araújo, a quem conheço há bastante tempo, e a tradição da marca e das pessoas que trabalham na empresa. Conheço o Ronaldo Arakaki, que hoje é diretor da empresa, desde que ele começou a apresentar os primeiros equipamentos, e achei muito importante o fato de a empresa ter valorizado o profissional e assistir à sua ascensão dentro da companhia. É uma tradição oriental com a qual nos identificamos bastante.”

Sobre a tecnologia de impressão da AccurioPRESS C2070P, Adriano destaca a impressão em tamanhos maiores, viabilizando a produção de capas. “Desde que o digital chegou ao segmento editorial, poucos se preocuparam em otimizar a impressão de capas. No Brasil, temos a tradição de produzir livros com orelhas, o que, devido ao formato, não é economicamente viável nas marcas concorrentes. A empresa que apresentou a melhor solução para isso foi a Konica Minolta”, ressalta o  diretor.

“Investimos em dois equipamentos do mesmo fabricante para manter a estrutura com uma mesma marca. A Konica Minolta é uma empresa que comprovou estar sempre evoluindo e se renovando, enxergando lá na frente e preocupada em conhecer o negócio do cliente”, finaliza.

Compartilhar com:


Deixe uma resposta

Conectar com: